Google+ Badge

domingo, 10 de março de 2013

Estados Unidos da América pode abandonar o caça F-35 - Você acredita nisso?


O Futuro caça de Israel apresenta problemas

Tá todo mundo clicando... Por favor da um LIKE ae no Face - TKS!





Jessika G. A. Smuts 


O caça mais aguardado no momento por vários países, principalmente por Israel, pode ser abandonado pelos seus criadores.

Vazamento de relatório do Pentágono revela que o avião de combate o caça F-35 têm falhas inaceitáveis para combate ou treinamento, diz o relatório. Israel quer comprar 25 jatos por 238 milhões de dólares americanos cada um.

O relatório informa que o jato militar F-35 o caça mais caro e mais aguardado do mundo, tem falhas fatais dentro do seu “cockpit”, o Pentágono estuda o cancelamento do duvidoso programa que deveriam ser os futuros aviões de combate de Israel. 
O novo relatório do pentágono adverte que qualquer piloto militar que embarcar na aeronave não tem nenhuma segurança estando em perigo, mesmo sem entrar em combate.

Entre as inúmeras falhas que constam do relatório estão:

O sistema de gestão em relação ao centro integrado inclusive falta a maior parte das funcionalidades planejadas.

"A visibilidade fora do cockpit é menor do que outros aviões de caça da Força Aérea". Um piloto citado diz: "- O piloto será morto no combate por falta de visibilidade".

O Pentágono admitiu que a visibilidade pode vir a ser um problema significativo para todos os pilotos de F-35 no futuro.

Em um gráfico incluído no relatório, o Pentágono diz que há oito falhas cruciais com o avião o que levanta sérias bandeiras vermelhas dentro do Departamento de Defesa.

O relatório do Pentágono descreveu as falhas como "inaceitável para o combate ou treinamento de combate”. O fabricante do jatos Lockheed Martin, afirma que esta ciente dos problemas e que alguns já foram resolvidos, afirmando que a manutenção da aeronave e a operação estão sendo melhoradas.

Em fevereiro, a fabricante do caça, Lockheed Martin emitiu uma declaração reconhecendo que em uma inspeção de rotina em um plano de teste apareceu uma lâmina de turbina rachada.

Cada caça F-35 está avaliado em 238 milhões dólares e, de acordo com estimativas recentes, toda a operação vai custar ao país US $ 1 trilhão de dólares para manter os aviões em operação até 2050.


Esse alto preço tem afugentado os potenciais parceiros, Israel concordou em comprar 25 caças que devem entrar em operação em 2016.

Você acredita nessa notícia? Ela é verdadeira? Ou não passa de uma contra informação em virtude da grande atividade de hackers chineses e russos tentando adquirir os projetos e tudo o mais relacionado à segurança dos Estados Unidos e do Ocidente?

Pois é, esta parecendo mais uma desinformação e isso se espalha mais que praga.

Fica a incógnita, quem realmente vazou essas informações? Quais são os objetivos reais de se espalhar uma desinformação dessa?

E o grande absurdo é que em virtude de uma notícia dessa muitos vão dizer que os norte americanos não sabem fazer aviões, etc - etc...

Muitas interrogações ainda pairam sobre o festejado projeto, e enquanto isso a presente  notícia é um prato cheio para a concorrente Boeing com seu já testado e aprovado caça F-18 Super Hornet.


Nenhum comentário: