Google+ Badge

segunda-feira, 11 de março de 2013

FX-2 - Copa do Mundo no Brasil - Terroristas podem utilizar um Learjet armado para atacar?




Jessika G. A. Smuts


Com a aproximação da Copa do Mundo no Brasil, aumentam os “lobbies” das empresas e países envolvidos no projeto FX-2 do Governo Brasileiro para a aquisição de aeronaves de combate.

A paranoia começa a florescer nas mentes brasileiras que assustadas com o suposto ataque terrorista que deverá ocorrer com aviões supersônicos, afinal o Brasil tem apenas os supersônicos Mirage F-2000 e o F-5M aeronave modernizada pela Embraer/Elbit, que dificilmente poderia interceptar o famoso caça Qaher-313 - "Conquistador 313", que foi "concebido e realizado por engenheiros iranianos" e "está entre os aviões de combate mais avançados do mundo", e é difícil de ser detectado por radares, como disse o fomentador do terrorismo no mundo Ahmadinejad. (claro que o caça Qaher-313 não existe).

Mas voltando ao assunto “Copa do Mundo” nos vem a mente: Qual o grupo terrorista tem aeronaves supersônicas com potencial de atacar o Brasil?


Ora para qualquer aeronave alienígena alcançar o território brasileiro através o Oceano Atlântico, teria que contar com um grande apoio externo incluindo o Revo para alcançar as costas brasileiras, ou de um Navio Aeródromo (porta aviões), coisa que nem o Irã tem, mas afinal o Irã e seu presidente esquisito é amiguinho da PeTezada que governa o Brasil e os iranianos não vão nos atacar.

Observando ainda que o Oceano Atlântico esta sendo monitorado pela Força Aérea Brasileira, através de suas aviões patrulha P-3AM Orion que é uma aeronave de patrulhamento marítimo de longo alcance e guerra ASW.

Pelo Oceano Pacífico então seria impossível, pois alem da Cordilheira dos Andes, seriam interceptados pelas nações amigas e nossas vizinhas e também não teriam condições de alcançar os monumentais estádios da copa do mundo.

Mas o leitor amigo poderia perguntar:

E se os terroristas utilizarem um Learjet armado o Brasil tem capacidade de interceptação?

Learjet 

Com certeza esse voo não duraria nada pois seria abatido por um caça Mirage F-2000 ou um F-5M, caças supersônicos que garantem a nossa defesa aérea.

Mas o Brasil conta também com o Super Tucano e o AMX que já esta realizando treinamentos de interceptação de aeronaves subsônicas.

Então o resto é paranoia implantada por interessados em vender os novos caças.

Para finalizar vamos a famosa pergunta:

Deve o Brasil comprar novas aeronaves de combate agora?

O Brasil já esta atrasado nessa compra, já devia ter comprado “ontem”, como se diz no Brasil, mas com certeza o governo brasileiro deve estar esperando o momento certo para finalizar a festejada concorrência.


Nenhum comentário: