Google+ Badge

quarta-feira, 27 de março de 2013

USA - Afinal qual foi o SEAL que matou Bin Laden?


Helicóptero Comanche



Jessika G. A. Smuts 


O dia é sexta feira 29 de abril do ano de 2011, dois drones Predador alçam um voo secreto com destino a região de Abbottabad, no Paquistão, sua missão é levantar dados para a confirmação da presença de Osama Bin Laden naquela localidade. 

Após a saída dos drones do teatro de operações e os incríveis dados obtidos é enviada no dia 02 de maio o esquadrão de elite da “Red Seal Team 6” dos Navy SEALs, que é a principal força de operações especiais da Marinha dos Estados Unidos e parte do Comando Naval de Operações Especiais (NSWC) como também um componente marítimo do Comando de Operações Especiais (USSOCOM). 

A sigla da unidade é derivada de sua capacidade em operar no mar (sea), no ar (air) e em terra (land). Na Guerra ao Terror, os SEALs foram utilizados quase exclusivamente em operações terrestres, incluindo ação direta, resgate de reféns, antiterrorismo, reconhecimento especial, guerra não convencional e operações de defesa interna. Todos os SEALs são do sexo masculino. 

Utilizando moderníssimos helicópteros com tecnologia Stealth com Radar Cross Section baixíssimo. Tal aeronave é capaz de fazer essa proeza refletindo ondas eletromagnéticas ou as absorvendo. O Stealth não quer dizer necessariamente que a aeronave não será mais detectada pelo radar. As aeronaves continuam sendo detectadas, mas agora com o RCS muito baixo. Dependendo do poder do radar as aeronaves stealth seriam detectadas, mas seriam confundidas com pequenos animais voadores que apresentam um RCS de um pardal, por exemplo. 

Contando com a cobertura de caças supersônicos F-22 Raptor a equipe de 40 SEALs chega de surpresa a residência fortaleza do terrorista. Ainda pasmos com o que estava ocorrendo os guardas da residência esboçam uma pequena resistência, porém, são logo eliminados. 

O terrorista mor corre e se esconde em um quarto que pensava ser inexpugnável e se abraça a duas esposas objetivando usa-las como escudo protetor. 

Porém, os SEALs não estão para brincadeiras e explodem a porta e três deles adentram ao local, duas armas estão ao alcance do terrorista que tenta pegá-las, mas três saraivas de balas interrompe sua intenção o atingindo e é o inicio do fim da vida do homem mais procurado e odiado do mundo. 

Bin Laden chorando tenta suplicar por sua vida quando outra saraivada de balas põe fim a sua existência na terra. As mulheres agora choram e gritam muito alto, o Presidente dos Estados Unidos e seu "staff" assistem tudo ao vivo, pois os capacetes dos soldados estavam equipados com câmeras de alta tecnologia. 

Assim o terrorista mais procurado do mundo encerrou suas atividades e virou comida para os peixes no fundo do mar.

Hoje os Navy Seals disputam a versão de quem atirou primeiro e matou Bin Laden. Mas o que importa quem atirou primeiro? O importante é que o terrorista nunca mais vai matar crianças, mulheres e pessoas.


* Jessika G. A. Smuts é brasileira/israelense, jornalista, escritora, instrutora de Krav Magá, militar e pilota um helicóptero AH-64D.








Nenhum comentário: