Google+ Badge

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Estátua de soldado soviético estuprando mulher grávida gera indignação


DA FRANCE PRESS



Um artista polonês instalou sem autorização em Gdansk (no norte da Polônia) uma escultura de um soldado soviético estuprando uma mulher grávida, o que provocou reações indignadas de Moscou.

O embaixador russo em Varsóvia (capital da Polônia) declarou-se consternado, em um declaração oficial no site da embaixada.

A escultura, denominada "Komm Frau" ("Venha Cá, Mulher", em tradução livre), foi colocada junto a um monumento da época comunista em homenagem ao Exército Vermelho, que expulsou os alemães de Gdansk em 1945.

Ela foi retirada algumas horas depois pelas autoridades locais e o autor, o estudante de belas-artes Jerzy Szumczyk, foi detido, mas liberado em seguida após prestar esclarecimentos.


Divulgação
A escultura 'Komm Frau', que foi removida de cidade polonesa por ser considerada inapropriada
A escultura 'Komm Frau', que foi removida de cidade polonesa por ser considerada inapropriada


"Estou profundamente consternado pela atitude de um estudante de Belas Artes de Gdansk, que, com sua pseudoarte, insultou a memória dos mais de 600.000 soldados soviéticos mortos pela liberdade e independência da Polônia", escreveu Alexandre Alekseev, embaixador russo em Varsóvia.

A promotoria de Gdansk vai decidir se o artista que fez a escultura será processado por "incitação ao ódio racial ou nacional".

O estudante de Belas Artes, citado pelo canal privado TVN24, disse que sua intenção foi protestar contra a presença no centro de Gdansk de um monumento em homenagem ao exército soviético.

Nenhum comentário: